Ana Rita Francisco

"O que custa é começar" - esta é uma frase que se aplica a vários momentos da vida e, como não tenho grande jeito para "embelezar textos" é também com ela que dou início a esta apresentação.



Chamo-me Ana Rita Francisco e sou a menina por detrás do blog A Boémia Catita. Sou caranguejo com todos os atributos que isso acarreta. Adoro arte em todas as suas formas, sempre gostei de pintar, modelar, desenhar e música...essa então acompanhou-me desde cedo - vida engraçada a minha, tendo em conta que em pequena ouvia mal o que levou a uma ida ao bloco operatório e a anos no otorrino. Em pequena já tinha aulas de ballet e formação musical, a partir daí nunca mais parou: aulas de piano, flauta transversal, hip hop, afro-latinas, canto, até que nos dias de hoje me encontro no Conservatório de Música e - apesar de um percurso pelas terras sinuosas das ciências e tecnologias - frequento o curso de História da Arte. Talvez pelo meu percurso ou por outras razões,  esta paixão artística não impediu que tivesse também o gosto por áreas como a biologia e a química - que sinceramente, não são tão dispares como se possa pensar - e por isso digo apenas que "sou uma apaixonada". Talvez por tudo, talvez por nada...

Quem me conhece sabe que não posso estar parada. Estou também envolvida num grupo de jovens, dou catequese, e tenho um grupo de fado - o que não poderia deixar de publicitar: 5 pró Fado - talvez por isso tenha prontamente aceitado este desafio do Diário e agradeço imenso ter sido uma das escolhidas.

O meu lema:
Jamais on ne me dira
Que la course aux étoiles, ça n'est pas pour moi
Laissez-moi vous émerveiller

Sem comentários:

Enviar um comentário