Alice Maria


"No meu gira-discos toca The Doors com o volume no máximo, mais concretamente, ao som de "Light my fire". Saio de casa com o meu casaco de cabedal, apanho as chaves do carro,um mini antigo de cor roxa e levo comigo um diário especial...um diário cheio de personalidades lá dentro. Reina o mundo da fantasia naquele caderno e é todo nosso. Entro no carro e no banco do lado do condutor coloco o amigo diário. Levo-vos comigo em viagem."

Olá caras/os viajantes,

O meu nome é Alice,sou uma pessoa de um metro e meio que por mero acaso consegue entrar nas montanhas-russas e se chegar o banco para a frente de qualquer carro consigo conduzir. Porque é que gosto de gozar comigo própria? Não sei, mas devia-vos saber dar a resposta porque sou psicóloga clínica. Cof, cof...Convém também dizer-vos que o meu nome verdadeiro não é Alice, mas toda a gente me chama por esta alcunha, porque fiz muitos trabalhos psicanalíticos sobre a história da Alice no País das Maravilhas ( Dizem vocês em tons de ironia: "nem se nota a tua pancada através dessa tua foto nem nada"). 

Sou uma pessoa, naturalmente,brincalhona. Gosto dos simples prazeres da vida. Sou irrequieta, dinâmica e teimosa, muito mesmo. Desde muito nova que o meu pai me diz: "Gaiata de um raio, quando metes uma coisa na cabeça não há ninguém que ta tire". Acrescente-se um bom sotaque alentejano ao dizer isto em voz alta. Sou alentejana, mas sou capaz de ser a alentejana mais lisboeta de sempre. Sou alérgica aos sobreiros (riam-se), não gosto de sopa de tomate, nem de açorda,nem de pasmaceira, nem de muito sol... Gosto muito do metro, da confusão, da noite do Bairro Alto, das ruas de Alfama, do Rio Tejo... "Ain". Desculpem o suspiro. 

O meu amor é a psicologia, a minha paixão é a dança contemporânea. Adoro Sigmund Freud, Carl Rogers, Jean Paul Sartre, Daniel Goleman, Paul Riccoeur, Martin Heidegger...Ui, podia passar aqui horas a dizer-vos quais foram os pensadores que mudaram a minha visão do mundo.    

Estou ansiosa para conhecer as minhas colegas de viagem e interagir convosco, acho que vai ser uma "roadtrip" muito interessante. Agradeço à Sandra por ter lançado este desafio super prazeroso e lançar aqui outro desafio. Cá vai. Fazer um post aqui a ensinar como fazer um prato africano. Não sei fazer cachupa e adorava confeccionar essa iguaria gastronómica. 

Sobre escrever...sempre fui uma addicted, escrevo, escrevo e escrevo. Posso até nem escrever nada de jeito mas calada com uma caneta na mão é que não fico. Sim , sou grafonola e de que maneira. Os meus poderes de escuta-ativa ligam-se apenas em consultas, porque quando não estou em modo de trabalho, não me calo. Cada pessoa tem o seu modo único e criativo de escrever e este é o meu. Falo-vos nas teclas, falo-vos enquanto me lêem. Espero que gostem do que encontram aqui.

Deixo-vos um beijinho.

Apertem os cintos viajantes, vamos à aventura..

P.S-(Se leram isto tudo vocês são os/as maiores). hihi.


Sem comentários:

Enviar um comentário